CDS DAS TELECOMUNICAÇÕES REUNIU NO DIA 28.9.2019

Imprimir

NOTAS E CONCLUSÕES MAIS RELEVANTES

 O Comité de Diálogo Social das Telecomunicações reuniu no passado dia 28 de Setembro, em Bruxelas, nas instalações habituais da Comissão Europeia, em cuja reunião o SINTTAV esteve representado pelo seu Presidente Manuel Gonçalves, que o integra, de cujo evento se destacam os aspectos mais relevantes, assim:

Entre as 9h30 e as 11h00, os parceiros sociais reúnem em separado, no que se designa “de reunião preparatória”, da parte da UNI, como habitualmente verificou-se um consenso generalizado entre os 20 Dirigentes presentes.

Reunião do CDS. Da parte da UNI verificaram-se as mesmas 20 presenças e da parte da ETNO, participaram 7 membros e mais 1 observador.

A reunião decorreu de acordo com a Ordem de Trabalhos, fez-se uma boa discussão em relação a todos os pontos e os temas que envolveram mais debate foram:

  • Igualdade de Género, tema que está em debate praticamente em todos os fóruns e o que se procura é encontrar compromissos que possam compatibilizar a vida profissional com a vida familiar, sendo referidos casos de boas práticas em algumas empresas, através de um estudo que permitiu analisar 78 situações, das quais foram seleccionadas as melhores 10 práticas, sendo que algumas empresas dizem que este tema faz parte do seu ADN.
  • Projecto de “Bom Trabalho, Boa Saúde”, que está a ser desenvolvido pelo CDS, foi dada uma informação geral do ponto da situação do mesmo, vai ser um bom e importante projecto, porque a base do mesmo é o Projecto aprovado em 2009, que será adaptado à realidade actual, o qual está na recta final, pois será aprovado num na próxima reunião e realizar em Bruxelas a 17 de Janeiro.   
  • Formação e novas competências no contexto da Europa Digital e da Inteligência artificial, tema que está a envolver muitos estudos e é muito perigoso se não forem tomadas as medidas adequadas em tempo oportuno.
  • Grande Coligação no contexto das novas competências, foi outro dos temas abordados pela sua grande importância, porque a Europa Digital criou a Grande Coligação, que tem como objectivo envolver vários Parceiros, a UNI-Europa já faz parte e o Oliver Roething, que é o seu Secretário Regional, integra a Direcção.
  • Apresentações. Foram feitas algumas apresentações interessantes, a DT estabeleceu um projecto para a inclusão social dos trabalhadores com deficiências, que abrange cerca de 9.000 e os resultados são muito animadores, porque estes trabalhadores sentem-se cada vez mais incluídos e melhor aceites na comunidade de trabalho.

Dos estudos que se conhecem, todos eles apontam para um futuro com perda de muito emprego no sector das TIC, bem como a perda de qualidade de emprego.

Esta realidade exige uma grande atenção e preocupação e exige ao mesmo tempo medidas eficazes e atempadas, tanto em relação às novas profissões como em relação às novas competências, para o que a formação será uma ferramenta indispensável. Uma conclusão é que o CDS tem que estar muito atento e na sua próxima reunião serão discutidas eventuais medidas a tomar sobre o que fazer.

É um processo que ainda está em embrião, o co-financiamento da Comissão é muito pequeno para as exigências da situação, prevê-se que no próximo Quadro Comunitário a situação seja alterada.

 Neste momento já funcionam algumas Coligações nacionais e deve haver um empenho em se alargar o número destas, envolvendo o máximo de parceiros sociais através de parcerias para se encontrarem as soluções mais ajustadas às necessidades das TIC nesta área da Formação e Novas Competências.

Como conclusão, o CDS continua a ser um espaço de diálogo muito importante e cuja importância e resultados, dependem muito da atitude e contributos dos participantes e o SINTTAV destaca-se sempre pela positiva, dando os seus contributos em todos os pontos em discussão. 

Filiado em:

Tuesday the 25th.
Template © FreeTemplateSpot - All rights reserved.